As idas e vindas aleatórias de cada dia – Texto de Tamiris Volcean

25 abr

carona

A diversidade de personalidades que encontramos por aí é incrível.
Você, universitário sem carro que enfrenta a fila de carona, não sabe a sorte que tem em poder conhecer um motorista a cada dia.
A carona é um dos poucos momentos que nos restam para entrar em contato com pessoas que, em situações casuais, quase nunca chamariam nossa atenção.
Carros aleatórios, ideias aleatórias, vidas aleatórias, músicas aleatórias.
Só hoje parei pra pensar no quanto perdemos quando entramos em um carro e não nos preocupamos em conhecer aquele que está atrás do volante e que possibilitou que chegássemos à faculdade sem enfrentar o ônibus lotado.

Em qual outra situação você pode encontrar uma mãe de família que vive na correria pra poder terminar a graduação na ida e uma mãe de família que faz uma viagem todos os dias para que a filha termine o curso na volta?

E a troca é bidirecional.

O motorista também aprende com os passageiros que entram em bando e vão tagarelando sobre seus problemas até que o carro seja estacionado.
Problemas da república, problemas financeiros, problemas amorosos.
Quantos problemas em comum não há entre o que leva e o que é levado?

No final, não importa em qual banco você sente, todos estão indo a um mesmo lugar, mesmo que com propósitos diferentes.

Por caronas cheias de papo furado, mas ainda assim cheias de papo.
Cheias de vozes. Cheias de novidades.

Carona é pausa no egoísmo.

Texto de Tamiris Volcean.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: