Dica de leitura – Getúlio, de Lira Neto

12 abr

Talvez você conheça – alguns conhecidos meus o viram pessoalmente – Getúlio Dornelles Vargas. Alguns o chamavam de Dr. Getúlio, outros de seu Gegê, para os desafetos era Vargas, o ditador. Mas mesmo que você se lembre bem das aulas de história, nas quais Getúlio era lembrado como o pai dos pobres e também como a mãe dos ricos, você talvez não conheça Getúlio Vargas. Ele era uma figura difícil de categorizar, tão amado e odiado, quase um senhor da dualidade.

getulio-460

Acho que, nos dias de hoje, com esse Brasil modernoso e tão careta você não se importe com a esfinge dos pampas que comandou o Brasil por mais tempo que todos os outros governantes, excetuando, claro o nosso querido Imperador Pedrinho Segundo. Mas se você é um daqueles entusiastas pela história de uma das mais importantes figuras brasileiras do último século, eu lhes apresento Getúlio – 1882 – 1930 – Dos Anos de Formação À Conquista do Poder, de Lira Neto (Companhia das Letras, 2012. 52 reais).

w0172058001337957434

O cearense Lira Neto, jornalista e um dos maiores biógrafos brasileiros – já se aventurou com a cantora Maysa, com o escritor José de Alencar, com Padre Cícero e com o presidente militar Castello Branco – se dispôs a esse trabalhoso processo, biografar Getúlio Vargas. Mas você deve estar se perguntado – se não estiver eu faço o esforço de imaginá-lo perguntando:

“Por que mais uma biografia sobre o homem sobre o qual mais se escreveu no Brasil, Getúlio Vargas?”

No meu entendimento existem dois motivos para tal. Primeiro porque homens poderosos como Vargas foi sempre rendem inúmeros estudos, livros, filmes, etc. Basta entrar numa livraria qualquer e constatar a quantidade de obras sobre Napoleão Bonaparte, Winston Churchill, Adolf Hitler e Abraham Lincoln. A segunda hipótese que eu levanto, e também acho a mais próxima da realidade, é que, mesmo havendo incontáveis peças sobre Gegê, ainda não havia uma definitiva, algo que fosse imparcial, que recorresse às fontes primárias de pesquisa e de uma vez por todas desmistificasse a figura de Getúlio Vargas. Não havia até Lira Neto se lança numa jornada intensa de dois anos e meio para pesquisar sobre a vida do ex-presidente Vargas.

Lira foi mais além. Para retratar o ilustre biografado, o autor não vai lançar apenas um livro, mas três. A chamada trilogia Getúlio. O primeiro volume, lançado ano passado pela Companhia das Letras, foi um dos maiores Best Sellers de 2012.

O livro é muito bem escrito por Lira e a leitura flui de uma forma que faz parecer que não estamos lendo sobre história do Brasil e nem sobre a vida de um ex-presidente. Parece que estamos acompanhando as aventuras e peripécias de um baixinho gaúcho até ele chegar ao comando do país.

Mas não se iludam pensando que lerão ficção. Mesmo o texto sendo dinâmico e muito agradável de ler, Lira não se deixa inventar histórias para Getulhinho. Toda sua pesquisa é baseada em milhares e milhares de páginas de arquivos, de biografias, autos de processos, etc. Segundo o autor cearense, todas as páginas do primeiro volume – e dos outros dois volumes que ainda serão lançados – tem fundamentação nessas pesquisas. As referências estão no fim da obra para quem quiser consultar, seja no CPDOC da Fundação Getúlio Vargas, em revistas e periódicos da época, em arquivos estrangeiros e até em velhos processos guardados na cidade de Ouro Preto, junto aos autos da Inconfidência Mineira – esses processos resolvem uma questão polêmica na vida de Getúlio e que foi muito usado por adversários, como Carlos Lacerda, no seu último governo, nos anos 50.

Realmente é uma leitura obrigatória a todos amantes da História e também a todos que querem melhor saber mais sobre o Brasil, como se vê no slogan de lançamento do livro:

Leia Getúlio. Entenda o Brasil”.

Também vale destacar a impecável editoração da Companhia das Letras, transformando a experiência de ler em algo mais agradável com aquelas páginas amareladas e uma tipografia tão bem escolhida. Além de conter na última capa do livro um comentário de Boris Fausto, o maior historiador brasileiro vivo.

anunciopiaui2

O segundo volume de Getúlio, que abordará o governo provisório de Vargas e o Estado Novo, chegas às prateleiras em junho próximo. Já o terceiro tem data prevista para 2014 e encerrará a trilogia falando do retorno ao poder pelo voto até o suicídio de Getúlio em 24 de agosto de 1954, que pôs fim a chamada era Vargas.

Texto de Bernardo Fontaniello.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: